segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Exposição de fotos sem autorização das vítimas, até quando?

Várias famosas tiveram sua privacidade violada ontem (31/08/2014) quando hackers invadiram suas contas no iCloud e disponibilizaram, sem o consentimento delas, fotos em que elas estavam nuas.

Assim como ocorrem com desconhecidas ao serem expostas, a caça às bruxas logo começou: condenavam as famosas por terem se fotografado nuas, culpando-as pelo ocorrido e assim afastando a culpa de quem roubou as fotos e as divulgou. E ao mesmo tempo, as pessoas buscavam as fotos incessantemente, pediam links e divulgavam entre si. Comentários jocosos ou mesmo elogiosos surgiam sobre os corpos das vítimas.

Sendo elas famosas, a culpabilização da vítima também teve o viés de "elas queriam a exposição para aumentar a fama" e a busca pelas fotos para muitos se justificava no simples fato delas serem pessoas públicas. Para alguns, se elas são famosas, elas devem ter seu direito à privacidade mitigado para que assim todos possam julgá-las e avaliá-las, acompanhar cada pedaço de suas vidas e alimentar ainda mais a sociedade do espetáculo. Achar as vítimas bonitas não é justificativa para alimentar a exposição. A beleza delas não serve à você e à sua sexualidade.
"O termo "caiu na net", cunhado no orkut e muito utilizado hoje, banaliza o que a exposição dessas imagens íntimas de fato é. Um crime, uma crueldade, uma forma de vingança e de humilhação. Viola-se o consentimento da mulher, coloca-se o corpo daquela mulher como um corpo disponível para ser visto por todos que queiram. A imagem não surge do nada, ela é postada por alguém."

O corpo das mulheres é visto como público em nossa sociedade, sendo elas celebridades, a banalização da exposição da privacidade delas aconteceu com ainda mais naturalidade. Até mesmos alguns que diziam #JenniferLawrenceWeSupportYou buscavam as fotos, comentavam o corpo dela, ignorando que esse clique da busca pela imagem é uma forma de compactuar com a continuidade desse tipo de crime. Mesmo que as fotos já estejam circulando na internet, ao buscá-las e compartilhá-las você contribui para que essas exposições continuem acontecendo dando o click e age de forma insensível com as vítimas, visto que elas não consentiram que você tivesse acesso ao arquivo.

Vazar fotos íntimas de pessoas sem a autorização delas é um crime que atinge principalmente mulheres por causa do machismo e da misoginia. A constante objetificação dos corpos designados como femininos, a visão de que eles são públicos e a condenação da sexualidade feminina são os porquês dessas imagens causarem tanto furor, julgamento e culpabilização. Anônimas, ao terem sua intimidade exposta, são atacadas de xingamentos carregados de misoginia, como "vadia" e tem seus corpos avaliados de forma cruel.  Muitas vezes perdem seus empregos, o apoio da família e dos amigos e algumas até suicidam, após tamanha perseguição e por causa das consequências da exposição em suas vidas.

Privacidade é um direito humano e mulheres, sendo anônimas ou não, devem ter seus direitos respeitados. Os corpos das artistas não pertencem ao fandom, nem aos sites de notícias e nem a quem as expôs. Os corpos das mulheres não pertencem aos namorados, companheiros, ficantes ou aos antigos relacionamentos delas. O corpo é delas e elas tiram fotos nuas se curtirem isso e compartilham apenas com quem elas quiserem e nós, internautas, que não somos os reais destinatários dessas imagens não devemos alimentar ainda mais essa exposição. 
"Para aqueles que estão olhando as fotos que eu tirei com meu marido há anos atrás na privacidade da nossa casa, espero que vocês se sintam ótimos com vocês mesmos."


Bons links: 

"This is why you shouldn't click on thenaked photos of Jennifer Lawrence"
"Tua intimidade nos pertence" - Lugar de Mulher

Sobre fotos nuas, Jennifer Lawrence, eu e você




19 comentários:

  1. Teve mulher que foi exposta que já apareceu nua em filme, gente... é exposição por exposição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso só mostra que a motivação da exposição das fotos sem o consentimento das fotografadas é simplesmente misoginia. Não é por achá-las bonitas, não é por curiosidade, é pra invadir o espaço que elas consideram seguros, é pra envergonhá-las diante o mundo, é para que as pessoas as culpem porque elas vivem a sexualidade delas...

      Excluir
    2. Não, não é. Ela é dona do próprio corpo, se quiser se expor em um filme não significa que os outros também "devam fazer isso pra ela. O corpo é seu, isso significa que mostra ele quando quiser. O filme é o trabalho da atriz, roubar fotos do celular e usar sem o consentimento da pessoa é crime.
      Quer dizer agora que se vc posta fotos no facebook qualquer um tem o direito de pegar as fotos que tem lá para colocar onde quiser? é exposição por exposição gente...

      Excluir
    3. Gente... eu não defendi babaca nenhum pq a mulher já apareceu pelada no cinema, eu disse que a motivação desse hacker é expor e não ver a mulher pelada e admirá-la, é expor pra todo mundo invadir a vida dela mesmo, chamar elas de puta e essas coisas crueis.

      Excluir
  2. Mulher famosa quando é exposta não perde emprego, mas acho que existe uma "indústria" de exposição se formando, sabe? Hackers invadem as contas delas pra venderem as fotos, lucrarem com o clique e até mesmo apenas pra serem louvados entre outros babacas. Uma merda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi uma matéria dizendo que o hacker responsável pelo roubo e posterior vazamento das fotos tem vídeos e fotos de mais de 100 famosas e que quer leiloar as imagens. Bem indústria da violação de privacidade mesmo. E quanto ao caso de anônimas, tem sites hoje em dia que divulga vários vídeos de mulheres vítimas de Revenge Porn, junto com facebook, twitter e outras redes sociais da vítima só pra perpetuar a humilhação e a culpabilização.

      Como você disse, uma merda.

      Excluir
  3. Tem gente que não entende esse conceito de privacidade para quem é atriz, modelo, cantora. Não é porque elas trabalham com exposição em filmes, séries, comerciais ou fotos numa revista que a privacidade delas é uma coisa pública. Todo mundo tem direito à privacidade, por que isso é algo tão difícil de entender??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero curtir/favoritar seu comentário. :D

      Excluir
  4. Acho importante mencionar que as intenções por trás da exposição são sempre as piores. É um desejo de humilhar publicamente a mulher, porque no patriarcado, mulher que faz sexo, que tira foto nua, que tem qualquer traço de sexualidade, é vulgar, não tem valor, né? A exposição das fotos de mulheres é uma forma eficaz de controle da sexualidade feminina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente comentário. É uma verdadeira caça às bruxas justamente porque machistas precisam punir a mulher que vive sua sexualidade e a punição é a exposição, a culpabilização, os julgamentos quanto ao corpo e comportamento delas.

      "Muitas vezes muitos dos que utilizaram essas fotos e vídeos para o próprio prazer, são os primeiros a julgar aquela mulher e montar seu tribunal. A pessoa é vista apenas como entretenimento para os julgadores. Afinal, o bullying se sustenta nessa cultura de ódio que diz que certos tipos de pessoas devem provar o seu valor para conquistarem respeito. O respeito para as mulheres não é considerado algo inerente, ele deve ser provado. E exercer sua sexualidade é considerado uma afronta ao comportamento ideal da mulher. E qualquer mulher que foge desse ideal conservador e machista, é considerada merecedora de exposição, humilhação e até mesmo violência." - trecho do texto "Bullying machista: Somos todas Karina, Amanda, Denise..." - http://ativismodesofa.blogspot.com.br/2012/12/bullying-machista-somos-todxs-karina.html

      Excluir
  5. Um ótimo texto, só é uma pena que muitas pessoas ainda não entendem a gravidade disso, inclusive tenho acompanhado isso pelas redes sociais, e esse hacker está sendo visto como uma espécie de herói, inclusive está guardando mais material que vai liberar aos poucos pra manter a própria fama.
    Uma preocupação minha de fato é que algumas pessoas queiram seguir essa nova moda de invadir dados alheios em busca de fotos intimas e inventar um novo "caiu na net", do qual haverá vários "everaldizando" em defesa desse tipo de atitude vil e culpabilizando a vítima.
    Nas redes de celular como o Whatsapp é muito comum viralizarem materiais desse tipo com comentários grosseiros e tudo mais, apesar de raramente receber esse tipo de vídeo, jamais passo pra frente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente o que eu mais vi foram pessoas que não se importavam com a privacidade das vítimas, só queriam saber de vê-las nuas e bater suas punhetas, como se a privacidade delas, o direito a dignidade delas, fosse menos importante que o exercício da sexualidade deles só porque elas são bonitas e "deram chance pro azar".

      Dar o clique, compartilhar a imagem, ajudar a viralizar é uma forma de contribuir para que o problema de Revenge Porn e roubo de imagens continue existindo, né? A gente tem que parar de se omitir e dar o toque nas pessoas e deixar claro que não ser bacana violar a dignidade do outro por causa do nosso prazer, nossa curiosidade, nossa vontade.

      Obrigada pelo comentário. Bom saber que existem pessoas que levam a sério e não divulgam e nem clicam em material vazado.

      Excluir
  6. me irrita muito quem diz que não tem vítima nessa história, pq na realidade foi uma jogada de marketing da j-law. a mulher tem apenas 24 anos, já ganhou um oscar e foi indicada outras vezes e é considerada uma das melhores atriz da geração mais jovem. ela não precisa de mais marketing, ela é um verdadeiro fenômeno do mundo do entretenimento.
    quem fala isso sempre ignora que j-law não foi a única vitima desse babaca e coloca a situação toda como "ela quis assim", pq lógico que é muito facil passar por esse tipo de exposição, né, as pessoas super escolheriam isso



    ResponderExcluir
  7. Cair na net só existe porque tem um público que buscam fotos vazadas. A perseguição das minas que tiram foto pelada sempre acontece porque mulher tem que ser puta na cama e santa na rua. Se a galera parasse com essa hipocrisia de achar revenge porn errado, mas sempre correr pra ver as fotos já ia melhorar pq não ia dar tanto ibope quanto dá hoje. Quem caça as fotos na rede e ajuda a espalhar pode não ser tão babaca quanto quem disponibilizou, mas faz parte do problema sim. Tem tanta foto na internet que tem autorização da fotografada, dá pra bater punheta com ética sim. O tesão de alguns caras com isso tá em invadir a privacidade de gente que não quer que eles a vejam pelada e não no quão gostosa a pessoa da foto é.

    ResponderExcluir
  8. É uma questão de consentimento né?
    Se não tem, não faça.
    Vale tanto para ver fotos nuas de pessoas que não autorizaram, seja para olhar a fechadura no banho, seja para tudo...

    ResponderExcluir